24 dezembro 2007

Natal Informático

Dê um CLIQUE DUPLO
neste NATAL!
ARRASTE JESUS
para seu DIRETÓRIO PRINCIPAL,
SALVE-O em
todos seus ARQUIVOS PESSOAIS,.
SELECIONE-O como seu DOCUMENTO MESTRE..

Que ele seja seu MODELO
para FORMATAR sua vida:
JUSTIFIQUE-a e
ALINHE-a
À DIREITA e À ESQUERDA,sem QUEBRAS na sua caminhada.

Que
JESUS não seja apenas
um ÍCONE, um ACESSÓRIO,
uma FERRAMENTA, um RODAPÉ,
um PERIFÉRICO,
um ARQUIVO TEMPORÁRIO,
mas o CABEÇALHO,
a LETRA
CAPITULAR,
a BARRA DE ROLAGEM
de seu caminhar.

Que Ele seja a
FONTE de energia
para sua ÁREA DE TRABALHO,
o PAINTBRUSH
para
COLORIR seu sorriso,
a CONFIGURAÇÃO de sua simpatia,
a NOVA JANELA para
VISUALIZAR
o TAMANHO de seu amor.

No seu dia-a-dia, seja Ele
o
PAINEL DE CONTROLE
para DESFRAGMENTAR sua vida,
fazer DOWNLOAD de seus
sonhos
e OPTIMIZAR suas realizações.

DESATIVE seu egoísmo,
COMPACTE suas liberdades,
CANCELE seus RECUOS,
e DELETE seus ERROS.

COMPARTILHE seus RECURSOS,
ACESSE o coração de seus amigos.
e
ESCANEIE para eles
o que você tem de bom.

Não deixe à MARGEM
ninguém,
ABRA as BORDAS de seu coração
e REMOVA dele o VÍRUS do desamor.

Antes de SAIR,
coloque JESUS nos seus FAVORITOS
e seu NATAL será
o ATALHO
para sua felicidade!

CLIQUE agora em OK
para REINICIAR
e ATUALIZAR
seus CONTEÚDOS!

(autor desconhecido)

Pruzamigus

Para os meus amigos (de forma bem mineira )

Ces são o colírio do meu ôiu.
São o chiclete garrado na minha carça dins.
São a maionese do meu pão.
São o cisco no meu ôiu (o ôtro oiu - eu ten dois).
O limão da minha caipirinha.
O rechei do meu biscoito.
A masstumate do meu macarrão.
A pincumel do meu buteco.

Nossinhora!
Gosto dimais da conta docêis, uai.
Ces são tamém:
O videperfume da minha pintiadêra.
O dentifriço da minha iscovdidente.

Óiproceisvê,
Quem tem amigos assim, tem um tisôru!

Eu guárdêsse tisouro, com todo carin,
Do Lado Esquerdupeito !!!
Dentro do Meu Coração!!!

AMOOCÊIS PADANÁ!!!

Feliz Natal

Paz, saúde e união para todas as famílias!
Lembrando sempre das mensagens do aniversariante (que às vezes fica esquecido) desta data tão comemorada!
Feliz Natal!

09 dezembro 2007

A Loucura e o Amor

A Loucura resolveu convidar os amigos para tomar um café em sua casa. Todos os convidados foram e após tomarem café a Loucura propôs:

— Vamos brincar de esconde-esconde?

— Esconde-esconde? O que é isso? — perguntou a Curiosidade.

— Esconde-esconde é uma brincadeira. Eu conto até cem e vocês se escondem. Ao terminar de contar, eu vou procurar, e o primeiro a ser encontrado será o próximo a contar.

Todos aceitaram, menos o Medo e a Preguiça.

— 1, 2, 3... — a Loucura começou a contar.

A Pressa se escondeu primeiro, em um lugar qualquer. A Timidez, tímida como sempre, escondeu-se na copa de uma árvore. Alegria correu para o meio do jardim. Já a Tristeza começou a chorar, pois não achava um local apropriado para se esconder. A Inveja acompanhou o Triunfo e se escondeu perto dele debaixo de uma pedra.

A Loucura continuava a contar e os seus amigos iam se escondendo. O Desespero ficou desesperado ao ver que a Loucura já estava no noventa e nove.

— Cem, — gritou a Loucura. — Vou começar a procurar.

A primeira a aparecer foi a Curiosidade, já que não agüentava mais querendo saber quem seria o próximo a contar.

Ao olhar para o lado, a Loucura viu a Dúvida em cima de uma cerca sem saber em qual dos lados que ficasse estaria se escondendo. E assim foram aparecendo a Alegria, a Tristeza, a Timidez .. Quando estavam todos reunidos, a Curiosidade perguntou:

— Onde está o Amor?

Ninguém o tinha visto.

A Loucura começou a procurá-lo. Procurou em cima da montanha, nos rios, debaixo das pedras e nada do Amor aparecer. Procurando por todos os lados a Loucura viu uma roseira, pegou um pauzinho e começou a procurar entre os galhos, quando de repente ouviu um grito.

Era o Amor, gritando por ter furado o olho com espinho. A Loucura não sabia o que fazer. Pediu desculpas, implorou pelo perdão do Amor e até prometeu seguir-lhe para sempre. O Amor aceitou as desculpas.

Hoje, o Amor é cego e a Loucura sempre o acompanha.

Ótima

“No início, faça o imprescindível, depois o possível, e de repente estará fazendo o impossível.”

São Francisco de Assis

01 dezembro 2007

A lenda da serpente

Conta a lenda que uma vez uma serpente começou a perseguir um vaga-lume. Este, fugia rápido, com medo da feroz predadora, e a serpente nem pensava em desistir. Fugiu um dia e ela não desistia, dois dias e nada...

No terceiro dia, já sem forças, o vaga-lume parou e disse a serpente:
- Posso lhe fazer três perguntas?
- Não costumo abrir esse precedente a ninguém, mas já que vou te devorar mesmo, pode perguntar...
- Pertenço a sua cadeia alimentar?
- Não.
- Eu te fiz algum mal?
- Não
- Então, por que você quer acabar comigo?
- Porque não suporto ver você brilhar...

Esta é para pensar...

Bom final de sabadão!!!

DIA DE FAXINA

Estava precisando fazer uma faxina em mim...
Jogar alguns pensamentos indesejados fora, lavar alguns tesouros que andavam meio que enferrujados...

Então tirei do fundo das gavetas: lembranças que não uso e não quero mais!

Joguei fora alguns sonhos, algumas ilusões...

Papéis de presente que nunca usei; sorrisos que nunca dei; joguei fora a raiva e o rancor das flores murchas que estavam dentro de um livro que nunca li.

Olhei para os meus sorrisos futuros e minhas alegrias pretendidas...e as coloquei num cantinho, bem arrumadinhas.

Fiquei sem paciência!!!...

Tirei tudo de dentro do armário e fui jogando no chão: paixões escondidas, desejos reprimidos, palavras horríveis que nunca queria ter dito, mágoas de um amigo, lembranças de um dia triste...

Mas lá também havia outras coisas... e belas!!!

Fui me encantando e me distraindo, olhando para cada uma daquelas lembranças.

Um passarinho cantando na minha janela...aquela lua cor de prata, o pôr do sol ...

Sentei no chão, para poder fazer minhas escolhas.

Joguei direto no saco de lixo os restos de um amor que me magoou.

Outras coisas que ainda me magoam, coloquei num canto para depois ver o que farei com elas, se as esqueço lá mesmo ou se as envio para o lixão.

Peguei as palavras de raiva e de dor que estavam na prateleira de cima, pois quase não as uso, e também joguei fora no mesmo instante!

Aí, fui naquele cantinho, naquela gaveta que a gente guarda tudo o que é mais importante: o amor, a alegria, os sorrisos, um dedinho de fé para os momentos que mais precisamos...

Como foi bom relembrar tudo aquilo!!!

Recolhi com carinho o amor encontrado, dobrei direitinho os desejos, coloquei perfume na esperança, passei um paninho na prateleira das minhas metas, deixei-as à mostra, para não perdê-las de vista.

Coloquei nas prateleiras de baixo algumas lembranças da infância, na gaveta de cima as da minha juventude e, pendurado bem à minha frente, coloquei a minha capacidade de amar...e principalmente de RECOMEÇAR...

Autor desconhecido


Já estamos em dezembro...época de faxina em casa e em nós mesmo.

Época de avaliar nossas atitudes, nossos sentimentos...

Vamos à faxina!!!


Voltando... ALÔ!!

To retomando as mensagens depois de algum tempo fora do ar.
Espero nao ter mais problemas... por enquanto. rsrs