27 maio 2007

Que beleza!!

Cosméticos

A palavra cosmético vem do grego kosmetikós, que significa "o que serve para ornamentar".
Os cosméticos surgiram no Oriente na Antiguidade e se espalharam pelo resto do mundo. Usavam-se óleos, essências de rosa e de jasmim e tinturas para os cabelos. A alta sociedade de Roma tomava banhos com leite de jumenta para embelezar a pele. Na Idade Média, o açafrão servia para colorir os lábios; o negro da fuligem, para escurecer os cílios; a sálvia, para esbranquecer os dentes; a clara de ovo e o vinagre, para aveludar a pele.

Os pós faciais, que surgiram em 4 000 a.C. na antiga Grécia, eram perigosos porque tinham uma grande quantidade de chumbo em sua composição e chegaram a causar várias mortes prematuras. O rouge era um pouco mais seguro. Embora fosse feito com amoras e algas marinhas, substâncias naturais, sua cor era extraída do cinabre (sulfeto de mercúrio), um mineral vermelho. O mesmo rouge era usado nos lábios, como batom, onde era mais facilmente ingerido e também causava envenenamento.

O costume de pintar as unhas nasceu na China, no século III a.C. As cores do esmalte indicavam a classe social do indivíduo. Os primeiros eram feitos de goma arábica, clara de ovo, gelatina e cera de abelha. Os reis pintavam as unhas com as cores preta e vermelha, depois substituídas pelo dourado e pelo prateado. No Egito antigo, a tradição se repetiu.


Você sabia? Eu também não!
Li no site guiadoscuriosos.
Beleza é um assunto bem antigo...

Soneto de fidelidade

De tudo, ao meu amor serei atento
Antes, e com tal zêlo, e sempre, e tanto
Que mesmo em face do maior encanto
Dele se encante mais meu pensamento.

Quero vivê-lo em cada vão momento
E em seu louvor hei de espalhar meu canto
E rir meu riso e derramar meu pranto
Ao seu pesar ou seu contentamento.

E assim, quando mais tarde me procure
Quem sabe a morte, angústia de quem vive
Quem sabe a solidão, fim de quem ama

Eu possa me dizer do amor (que tive):
Que não seja imortal, pôsto que e chama
Mas que seja infinito enquanto dure.

Vinicius de Moraes


Que lindo!! Né?!
Bom domingo!

25 maio 2007

Charges

Na próxima semana estarei falando de belezas e utilizando os portadores de textos como folhetos e charges, e não poderia deixar de mencionar a reportagem que li dia 23 de maio no jornal O DIA: “O URUBU é dele - Filho de Henfil reúne charges do pai com aquele que se tornou o principal símbolo do Flamengo em livro com orelha assinada por Zico”.
Curiosidade: O Popeye, ex-mascote do Flamengo perdeu o posto para a ave no fim da década de 60, quando o cartunista Henfil transformou a provocação da torcida do Botafogo no atual símbolo da torcida rubro-negra. Contadas através do traço, histórias como essa foram reunidas pelo filho do desenhista, Ivan Consenza de Souza, no livro “Urubu” (Editora Desiderata, 144 páginas, R$ 24,00).

Bom final de semana!

Trabalhando com embalagem!

1-Observe com atenção a embalagem ao lado.

2-Qual o produto mostrado? Qual o nome deste produto?
________________________________

3-Qual é o peso do sabonete?
_________________________

4-Para que serve o CÓDIGO DE BARRAS?

_________________________________

6- “FRANCIS o clássico dos sabonetes – O sabonete Francis foi especialmente desenvolvido para realçar a beleza da sua pele. Sua fórmula enriquecida com Extratos de Flores e Vitamina E promove um agradável toque aveludado e revela seu brilho natural. Francis apresenta fragrância suave e de longa duração que vai valorizar ainda mais sua beleza. Sua pele macia e perfumada!
Quais são os ingredientes que enriquece a fórmula do sabonete Francis? ________________________________________________

7-A embalagem do sabonete Francis está impressa em outro idioma (língua) além do nosso. Dá para descobrir que idioma é esse? Por quê?
________________________________________________
8-0800-7720237 - estes números estão na embalagem. Para que servem?_____________________________________________________

9-Qual a diferença entre o rótulo e a embalagem?
_____________________________________

10-Faça uma lista com nomes de sabonetes existentes o mercado:
_________________________________________________

11- Agora você é o inventor! Imagine um nome e uma embalagem para um sabonete.

História em Quadrinhos!

  1. Leia a história do Garfield e complete o ultimo balão do personagem.


  2. Pesquise conversando com seus amigos e parentes para saber mais sobre o Garfield. Relacione as principais características do personagem Garfield criado por Jim Davis:
  3. Você percebeu alguma característica do Garfield que seja semelhante com as suas próprias características?
  4. Crie um quadrinho contando o início desta história e outro com o final.
  5. Escreva nomes de outros personagens de História em Quadrinhos e/ou Desenho Animado que também sejam gatos:
    ______________________________________
    ______________________________________
    ______________________________________
    ______________________________________
    ______________________________________

Ps: Não esquecer:

Comentar do filme, álbum e os diversos produtos relacionados ao personagem.

Ilustrar cada característica com figuras do personagem em poses específicas.

Na lista de outros personagens que sejam gatos, lembrei do TOM, FRAJOLA e o MINGAU. Quem lembrar de mais escreve nos comentários, tá?

24 maio 2007

DEUS É COMO AÇÚCAR

"Um certo dia, a professora, querendo saber se todos tinham estudado
a lição solicitada, perguntou às crianças quem saberia explicar quem é
Deus? Uma das crianças levantou o braço e disse:
- Deus é o nosso pai. Ele fez a terra, o mar e tudo que está nela; nos
fez como filhos dEle.
A professora, querendo buscar mais respostas, foi mais longe:
- Como vocês sabem que Deus existe, se nunca O viram? A sala ficou toda em silêncio... Geraldo, um menino muito tímido, levantou a mãozinha e disse:
- A minha mãe me disse que Deus é como o açúcar no meu leite,que ela faz todas as manhãs. Eu não vejo o açúcar que está dentro da caneca no meio do leite, mas se ela tira, fica sem sabor. Deus existe, e está sempre no meio de nós, só que não O vemos. Mas se Ele sair de perto, nossa vida fica sem sabor.
A professora sorriu e disse:
- Muito bem, Geraldinho, eu ensinei muitas coisas a vocês, mas você me ensinou algo mais profundo que tudo o que eu já sabia. Eu agora sei que Deus é o nosso açúcar e que está todos os dias adoçando a nossa vida!
Deu-lhe um beijo e saiu, surpresa, com a resposta daquela criança.
A sabedoria não está no conhecimento, mas na vivência de DEUS em nossas vidas, pois teorias existem muitas, mas doçura como a de DEUS não existe ainda, nem mesmo nos melhores açúcares...
(autor desconhecido)

Não esqueçam de colocar "AÇÚCAR" em suas vidas. Sempre!

Aula de leitura

A leitura é muito mais
do que decifrar palavras.
Quem quiser parar pra ver
pode até se surpreender:
vai ler nas folhas do chão
se é outono ou se é verão;
nas ondas soltas do mar
se é hora de navegar;
e no jeito da pessoa
se trabalha ou se é à-toa;
na cara do lutador
quando está sentindo dor;
vai ler na casa de alguém
o gosto que o dono tem;
e no pêlo do cachorro
se é melhor gritar socorro;
e na cinza da fumaça
o tamanho da desgraça;
e no tom que sopra o vento
se corre o barco ou vai lento:
e também na cor da fruta,
e no cheiro da comida,
e no ronco do motor,
e nos dentes do cavalo,
e na pele da pessoa,
e no brilho do sorriso,
vai ler nas nuvens do céu,
vai ler na palma da mão,
vai ler até nas estrelas
e no som do coração.
Uma arte que dá medo
é a de ler um olhar,
pois os olhos têm segredos
difíceis de decifrar.

AZEVEDO, R. Dezenove poemas desengonçados. São Paulo: Ática, 1998. pp. 41-42.

Trabalhando com rótulo!

1) Observe atentamente o rótulo abaixo:
2) Qual é o produto mostrado?
_____________________

3) Quais são os ingredientes utilizados na fabricação da coca-cola?
______________________________________________

4) Quais são as recomendações do fabricante para conservar melhor o produto?
________________________________________________________

5) O que estes desenhos representam? Porque eles foram colocados na embalagem?____________________________

6) Você conhece o código de barra? Para que ele serve?
_________________________

7) Complete com as informações nutricionais contidas no rótulo, as quantidades de:
a) Calorias (kcal): _________
b) Carboidratos: __________
c) Sódio: ________________
d) Por que não foi colocado no rótulo as quantidades de proteínas,
gorduras totais, gorduras saturadas, gorduras trans e fibras alimentar?
__________________________________________________

8) Para você o que quer dizer:"VIVA O LADO COCA-COLA DA VIDA"?
___________________________________________________
Ps: Boa aula!!

22 maio 2007

As Cocadas

Eu devia ter nesse tempo dez anos. Era menina prestimosa e trabalhadeira à moda do tempo.
Tinha ajudado a fazer aquela cocada. Tinha areado o tacho de cobre e ralado o coco. Acompanhei rente à fornalha todo o serviço, desde a escumação da calda até a apuração do ponto. Vi quando foi batida e estendida na tábua, vi quando foi cortada em losangos. Saiu uma cocada morena, de ponto brando atravessada de paus de canela cheirosa. O coco era gordo, carnudo e leitoso, o doce ficou excelente. Minha prima me deu duas cocadas e guardou tudo mais
numa terrina grande, funda e de tampa pesada. Botou no alto da prateleira.
Duas cocadas só... Eu esperava quatro e comeria de uma assentada oito, dez, mesmo. Dias seguidos namorei aquela terrina, inacessível. De noite, sonhava com as cocadas. De dia as cocadas dançavam pequenas piruetas na minha frente. Sempre eu estava por ali perto, ajudando nas quitandas, esperando, aguando e de olho na terrina.
Batia os ovos, segurava gamela, untava as formas, arrumava nas assadeiras, entregava na boca do forno e socava cascas no pesado
almofariz de bronze.
Estávamos nessa lida e minha prima precisou de uma vasilha para bater um pão-de-ló. Tudo ocupado. Entrou na copa e desceu a terrina, botou em cima da mesa, deslembrada do seu conteúdo. Levantou a tampa e só fez: Hiiii... Apanhou um papel pardo sujo, estendeu no chão, no canto da varanda e despejou de uma vez a terrina.
As cocadas moreninhas, de ponto brando, atravessadas aqui e ali de paus de canela e feitas de coco leitoso e carnudo guardadas ainda mornas e esquecidas, tinham se recoberto de uma penugem cinzenta, macia e aveludada de bolor.
Aí minha prima chamou o cachorro: Trovador... Trovador... e veio o Trovador, um perdigueiro de meu tio, lerdo, preguiçoso, nutrido, abanando a cauda. Farejou os doces sem interesse e passou a lamber, assim de lado, com o maior pouco caso.
Eu olhando com uma vontade louca de avançar nas cocadas. Até hoje, quando me lembro disso, sinto dentro de mim uma revolta – má e dolorida - de não ter enfrentado decidida, resoluta, malcriada e cínica, aqueles adultos negligentes e partilhado das cocadas bolorentas com o cachorro.
Cora Coralina



Atividades sugeridas:

Leitura individual e silenciosa. Leitura oral;
- Alunos lêem silenciosamente;
- Professora ou um aluno lê para a turma.


Trabalhando a oralidade com perguntas provocativas:

- Quem gosta de cocada?
- Quem sabe, ou já viu como se faz cocadas?
- Que ingredientes são usados?
- Quantas cocadas você agüentaria comer?
- O que faria para comer mais uma cocada, caso estivesse na situação da personagem e o desejo de comer não fosse totalmente satisfeito?


Usando o dicionário:
- Procure o significado das palavras abaixo:

  1. prestimosa
  2. areado
  3. tacho
  4. rente
  5. escumação
  6. losangos
  7. terrina
  8. inacessível
  9. piruetas
  10. quitandas
  11. almofariz
  12. lida
  13. deslembrada
  14. bolor
  15. perdigueiro
  16. nutrido
  17. resoluta
  18. negligentes
  19. bolorentas


Construindo uma história em quadrinhos baseado no texto;


Receita: vamos fazer umas cocadas?


Pesquisando sobre a autora.

20 maio 2007

Sabores!!

O SABOR DO MEL - 22 de maio é o dia do Apicultor

O mel é um alimento elaborado pelas abelhas, a partir do néctar coletado das flores, por isso a grande variedade de cor, aroma, sabor e densidade, pois a matéria-prima, o néctar, é diferente em cada uma das flores. Desta maneira, quando falamos "este mel é de eucalipto" queremos dizer que as abelhas utilizaram somente o néctar das flores do eucalipto, elaborando um mel com características próprias de cor, sabor e densidade; já o mel silvestre que é multifloral, mudará totalmente sua características de acordo com a vegetação da região e a época do ano que as abelhas visitarem as flores.

Sempre dê preferência por um mel que destaque a florada predominante, com certeza você terá um paladar superior aos dos méis misturados e homogeinizados, como os que se vendem em supermercados. Além disso, procure comprar diretamente de um apicultor profissional, pois ninguém melhor do que ele para tirar suas dúvidas sobre este maravilhoso alimento.

O mel quando coletado e manipulado dentro de normas que conservem suas propriedades naturais é composto basicamente por açucares, água, sais minerais, ácidos orgânicos, vitaminas, proteínas e alguns segredos que o homen não consegue imitar.

Por isso, um bom mel usado diariamente, garante muito mais saúde para o seu organismo e consequentemente, você sentirá mais disposição, energia, dinamismo e ficará de bem com a vida.

Não podemos falar de sabores e deixar de mencionar o MEL!

Sugestões de atividades:

  • Pesquisa sobre os usos do mel como medicamento, como produto de beleza e na culinária;
  • O trabalho das abelhas;
  • O que faz um apicultor?

">Link

Incentivo a Leitura

O valor indiscutível da Diversidade Textual na formação do Leitor!

Lemos de formas diferentes o rótulo de um produto, a bula do remédio, uma poesia ou as notícias do jornal. O tipo de leitura que fazemos depende do nosso interesse na informação e do objetivo pretendido diante do portador de texto que temos nas mãos.
Reconhecemos o Leitor (assim mesmo com L maiúsculo) quando diante de um texto, antes mesmo de ler, consegue imaginar o assunto. Apenas pela estrutura do texto (título, lista de ingredientes, relato de como fazer) identifica que se trata de uma receita culinária. A partir da manchete do jornal, pode identificar o assunto da matéria jornalística. Durante a leitura, tenta adivinhar o que virá em seguida, faz comentários, criticas ou procura compreender o que está nas entrelinhas do texto. Na tentativa de atribuir sentido, durante a leitura vai confirmando ou não o que imaginou.
Com esse conhecimento ganhamos tempo e autonomia, mas só o conseguimos com a utilização, o contato direto de diversos tipos de textos.
E é este contato significativo com a diversidade textual que devemos tornar prioridade em nossas salas de aula!
Mas também não basta só o contato com os textos, é importante incentivá-los na busca dos significados das palavras e dos textos, ajudá-los na compreensão dos textos, ler para eles e com eles, dá exemplos do dia-a-dia, fazer conexões com a realidade vividas por eles, trazer informações de autores e temas, etc.

Assim... com muito trabalho (Ufa!!) e paixão por ensinar, que formaremos Leitores de verdade! Mesmo com a promoção automática e outras reformas do governo na educação incentivando nossos alunos a não estudarem. [:(]

Atividades com História em Quadrinhos

Utilizando o primeiro quadro da história da Mônica, você poderá criar várias atividades em sua sala de aula. Veja algumas sugestões:
  • Atividade coletiva: produção da sequência da história. Nomes dos personagens que farão parte, as falas de cada um... o registro escrito do roteiro com o desenvolvimento e o final da historia;
  • Atividade individual onde os alunos irão desenhar o quadrinho seguinte da história;
  • Observando atentamente o primeiro quadro, escreva em duplas, qual será a sequência e o final desta história.
  • Trabalhando a oralidade, perguntar: Qual o nome do personagem? Por que o autor usou este título? Quais os outros personagens que poderiam participar desta história? Por que? O que irá acontecer na sequência? E qual será o final? Você já comeu flan? E flan de quiabo? Você gosta de quiabo?
Veja a história completa no site: www.monica.com.br
Aproveite e crie outras atividades!

19 maio 2007

A longa história dos quadrinhos

A trajetória que levou às HQs começou há muiiito tempo. Confira!

Quem gosta de ler histórias em quadrinhos, com certeza, já se perguntou como elas surgiram. Porém, o que não deve imaginar é que existem várias respostas diferentes para essa questão...

A idéia de contar histórias por meio de imagens pode ser observada desde a pré-história. Nessa época, os seres humanos desenhavam nas rochas os acontecimentos de seu dia-a-dia, como as caças que realizavam. Desenhos desse tipo existem nas cavernas de Lascaux, na França, assim como em outros lugares do mundo, e são chamados de arte rupestre. Quem tiver a chance ver essas pinturas pode perceber que as imagens obedecem a uma seqüência – assim como os quadrinhos que conhecemos hoje.

Já na Antigüidade temos o exemplo de Trajano, imperador romano que, no ano 113, mandou construir uma coluna, onde suas batalhas eram contadas em vários desenhos feitos em espiral. A coluna hoje leva seu nome e quem a vê pode constatar que as imagens obedecem a uma ordem e estão relacionadas umas com as outras, contando uma história.

Caminhando bem mais no tempo, chegamos à Idade Média, mais precisamente ao século 14, quando temos um outro exemplo de história que lembra os quadrinhos: a via-sacra cristã – a história do julgamento e crucificação de Jesus contada pela Igreja Católica, que é narrada em vários estilos. Em algumas igrejas, ela é feita de pedra, em outras, em pinturas ou em painéis artesanais.

“Mas o pioneiro das histórias em quadrinhos, quem mais se aproximou das que conhecemos hoje, foi o professor suíço Rodolphe Töpffer, que desenhou M. Vieux-Bois , talvez a primeira história em quadrinhos do mundo, criada em 1827”, esclarece Beto Pimentel, físico e desenhista. “O próprio Töpffer, porém, dizia ter se inspirado nas gravuras seqüenciais do artista inglês William Hogarth do início do século 18.”

No entanto, o primeiro quadrinho publicado com o formato consagrado hoje em dia foi a tirinha de Yellow Kid (em português, Garoto Amarelo ) publicada em cinco de maio de 1895 no jornal World , de Nova York, Estados Unidos. Seu autor, Richard F. Outcault, foi o primeiro a utilizar falas em seus desenhos – aqueles balões que vemos nos quadrinhos atuais. “Mas muito antes disso vários outros autores já produziam historinhas ilustradas, em que os desenhos apareciam em seqüência com o texto correspondente à narrativa ou à fala das personagens, logo abaixo da ilustração”.

No Brasil, os quadrinhos surgiram na mesma época, por volta de 1869, com o caricaturista Ângelo Agostini, que criou As Aventuras de Nhô-Quim e Zé Caipora , na revista Vida Fluminense , do Rio de Janeiro. Já no início do século 20, revistas para crianças, como Tico-Tico e Sesinho – relançada em 2001 –, traziam quadrinhos de grande sucesso. Mais tarde, a partir de 1960, revistas de quadrinhos famosas como a Turma do Pererê , do cartunista Ziraldo, e A turma da Mônica , de Maurício de Sousa, chegam às bancas para alegria de quem gosta desse tipo de história.


Ciência Hoje das Crianças (11/05/07)

17 maio 2007

Dia do Gari

Em 16 de maio, comemoramos o Dia do Gari.

Esse profissional faz um trabalho fundamental para manter as nossas cidades limpas.

Você sabia que existe o Museu da Limpeza, que guarda histórias dos primeiros garis do Brasil? Ele fica onde antigamente era a casa de Dom João VI, rei de Portugal.
No local, podemos encontrar as primeiras carroças de lixo, puxadas por burros, réplicas em miniatura de caçambas e carrinhos de mão.

Veja que interessante também a origem da palavra gari...
Em 1895, um engenheiro foi trazido da França para instalar no RJ um sistema de limpeza urbana. Ninguém agüentava mais a sujeira da cidade.
Os funcionários contratados para fazer a coleta e varrer as ruas usavam uma camisa com o nome do engenheiro: Aleixo Gary. Não deu outra... o sobrenome dele deu nome a profissão.

Parabéns a todos os Garis!!

Lição de vida!

Um mestre oriental viu que um escorpião estava se afogando, e decidiu tirá-lo da água, mas quando o fez, o escorpião o picou.
Pela reação de dor, o mestre o soltou e o animal caiu de novo na água e estava se afogando.
O mestre tentou tirá-lo, e novamente o animal o picou.
Alguém que estava observando aproximou-se do mestre e disse: "Desculpe-me mas você é teimoso! Não entende que todas as vezes que tentar tirá-lo da água ele irá picá-lo?"
O mestre respondeu: "Ele age de acordo com a sua natureza, a natureza do escorpião é picar, e isto não vai mudar a minha natureza, que é ajudar".
Então, com a ajuda de uma folha o mestre tirou o escorpião da água e salvou sua vida.

Não mude sua natureza se alguém te faz algum mal; apenas tome precauções."Alguns perseguem a felicidade, outros a criam...

Quando a vida te apresentar mil razões para chorar, mostre-lhe que tens mil e uma razões pelas quais sorrir."

Há duas formas de viver a vida:

Uma é que você não pode mudar a Natureza de ninguém.
E a outra é que nada pode mudar a sua Natureza.

(autor desconhecido)
Para refletir...

16 maio 2007

Usando fotos de jornais antigos

Uma atividade que também contribui para a diminuição da quantidade de lixo em nosso ambiente!!

Utilize fotos de jornais antigos em uma atividade bem interessante na sala de aula! Trabalhando a observação, oralidade e a produção escrita.
Vamos lá?!



- Para esta atividade os alunos já deverão ter realizado a anterior (conhecer um pouco da estrutura de um jornal).

- Previamente recorte fotos de jornais antigos em quantidade maior que o número de alunos da turma e colocá-las em um envelope;

- Retire uma foto do envelope, mostre para a turma... deixe que digam o que é, quem é, etc.

- Se não for citado pelos alunos, diga que foi retirada de um jornal antigo, aproveite para falar da importância da reciclagem;

- Pergunte que legenda poderia ter a foto. E registre no quadro as sugestões deles.

- Depois de trabalhar a oralidade, entregue uma foto para cada dupla de alunos e explique claramente que eles deverão criar uma legenda para a foto retirada do envelope;

- Depois da legenda pronta cada dupla irá apresentar para a turma sua produção.


Esta atividade pode ser realizada em qualquer série. Os menores podem escrever “do seu jeito” e depois relatam a legenda criada que será registrada pela professora.

Trabalhando com jornais


  • Observe a página de jornal acima e responda:


1. Trata-se de qual parte do jornal?
2. Em que esta parte do jornal difere-se das outras páginas?
3. De que dia da semana é este jornal?
4. Escreva o nome do jornal.
5. Qual é a manchete?
6. Em sua opinião, qual é o critério usado para a escolha do assunto da manchete?
7. Agora observe as fotos, escreva quem são estas pessoas e porque estão na primeira página.


Esta atividade tem como objetivo principal conhecer os elementos que compõem a primeira página de um jornal: nome do jornal, data, local, manchete, e fotos.


Também podem ser trabalhadas na seqüência, as manchetes menores, legendas, créditos de cada foto, indicação das páginas, as chamadas para os cadernos e seções que fazem parte do jornal.


Se você puder, leve para a sala de aula os principais jornais de domingo ( Jornal do Brasil, O Dia, Extra e o Globo) e analise estes dados, comparando os diferentes jornais impressos.

14 maio 2007

Uso do JORNAL

Além de ser um material acessível, nos oferece inúmeras possibilidades de uso em sala de aula por sua grande variedade de textos:
  • manchetes;
  • legendas;
  • fotos;
  • charges;
  • previsão do tempo;
  • classificados;
  • passatempos;
  • anúncios;
  • cadernos de esportes;
  • Programação da TV;
  • Promoções, etc.

Estarei postando algumas sugestões de atividades nesta semana.

Até lá!

13 maio 2007

Acróstico

Vamos construir um acróstico!
Uma atividade que requer, além de outras habilidades: criatividade, coerência e um bom vocabulário. Deixe alguns dicionários por perto e utilize o acróstico em suas aulas. Desperte poetas!!
Um acróstico é um poema em que com a primeira letra de cada verso se forma uma palavra, se forem lidas na vertical.
Consegue descobrir qual é a palavra escondida no poema abaixo?

Linda está a minha casa
Iluminada, cheiro agradável
Mobília simples e elegante
Poltronas impermeáveis
E confortáveis
Zelo, capricho e
Amor estão presentes!

Parabéns para Mães e Filhos!


Parabéns para todas as mamães!

Parabéns também para as filhas e filhos,

por terem mães (mãe é para sempre!)!

Parabéns para as filhas e filhos do coração!

10 maio 2007

Uma receita

Uma receita fácil, rápida e econômica e ecologicamente correta.

Doce de Casca de Melancia

Ingredientes:



  • 2 kg de casca de melancia

  • 1 e 1/2 kg de açúcar

  • 1 copo de água

  • cravo

Retire a casca verde da melancia, utilizando somente a polpa branca.


Rale em ralador grosso e reserve.


Faça uma calda com açúcar, água e cravo.


Acrescente a casca de melancia ralada e deixe cozinhar até apurar.

09 maio 2007

Sugestão de leitura

Livro: "Se as coisas fossem mães"

Autora:Sylvia Orthof

Ilustrado por Ana Raquel

Editora Nova Fronteira, 1984.

Nesse livro, Sylvia Orthof fala sobre o que é ser mãe com muita sensibilidade.

Um livro muito criativo, divertido e poético.

Uma leitura para fazer parte do seu tesouro interior! Muito Valiosa!!

Curiosidades

Alguns países comemoram o Dia das Mães em datas diferentes da nossa:

Brasil, Dinamarca, Finlândia, Itália, Turquia, Austrália, Bélgica, Estados Unidos e Japão------- 2º domingo de maio

Noruega --- ---------2º domingo de fevereiro

Argentina--- -------2º domingo de outubro

Portugal e Espanha---- --8 de dezembro

Suécia--------- Último domingo de maio

Inglaterra---------4º domingo da Quaresma

México-------10 de maio

Líbano -------2º dia da primavera

07 maio 2007

Presentes

Sugestões de presentes para as mamães

UM BEIJO!
MUITOS BEIJOS!!
UM ABRAÇO!
UM ABRAÇO BEM APERTADO!
UMA FLOR!
UM BUQUÊ DE FLORES!
UM BILHETINHO ESCRITO: "Te amo!"
UM CARTÃO CAPRICHADO!
UM DESENHO!



Viu quantas coisas que todos podemos dar!
Não se deixe levar pelos anúncios do comércio.
Se puder, compre um presente, mas nunca deixe de ser PRESENTE!

06 maio 2007

Dia das mães

História do dia das Mães

Dizem alguns estudiosos que, desde muitos anos, na Grécia antiga, já acontecia uma celebração que homenageava as mães: era a festa de Réia (Rhea). Para os gregos antigos, que acreditavam na existência de vários deuses, Réia era a mãe de todos eles.

Muitos anos depois, na Inglaterra, havia uma festa chamada "Domingo da Maternidade". Nesse dia, os jovens que trabalhavam e moravam na casa dos patrões, longe da família, podiam ir visitar suas mães.

Quando a religião cristã cresceu na Europa, a data começou a homenagear a "Mãe Igreja", que representava a religião, que dava vida e proteção às pessoas. Depois, as duas comemorações foram reunidas e, nessa data, era dia de honrar as mães e a Igreja.

Em 1872, Julia Ward Howe foi a primeira pessoa a sugerir, em 1872, a criação de um Dia das Mães dedicado à paz nos Estados Unidos. Ela organizou em Boston, durante muitos anos, o encontro do Dia das Mães.

O Dia das Mães como o que temos hoje foi idéia da professora americana Anna M. Javis. Ela quis dedicar um dia do ano às mães.

Após três anos da morte de sua mãe, no segundo domingo do mês de maio de 1907, Anna e os amigos da família se reuniram em sua casa para uma homenagem póstuma.

Foi nessa ocasião que ela sugeriu que se estendesse a homenagem a todas as mães, vivas ou mortas.

A primeira celebração oficial do Dia das Mães foi instituída pelo governador da West Virginia (EUA) em 1910. Já em 1911, praticamente todos os estados norte-americanos celebravam o Dia das Mães e outros países também já o comemoravam, como México, Canadá, China, Japão, alguns países da América do Sul e da África. A Associação Internacional do Dia Internacional da Mãe foi fundada em 12 de dezembro de 1912, com o objetivo de incentivar as homenagens às mães.

Em 1914, o presidente Woodrow Wilson instituiu que o Dia Nacional das Mães seria celebrado no segundo domingo de maio.

A comemoração do Dia das Mães no Brasil foi introduzida pela Associação Cristã de Moços de Porto Alegre, que prestou homenagem às mães no dia 12 de maio de 1918. Em 1932, o então presidente do país, Getúlio Vargas, assinou um decreto instituindo o segundo domingo de maio como o Dia das Mães, assim como aconteceu em muitos outros países.

Mãe Má

Em homenagem a minha mãe e também ao meu pai por que foram pais maus.
Embora fiquem bravos, meus filhos reconhecem e agradecem por eu ser uma Mãe Má!!


Um dia quando meus filhos forem crescidos o suficiente para entender a lógica que motiva os pais e as mães, eu hei de dizer-lhes:

Eu os amei o suficiente para ter perguntado aonde vão, com quem vão e que horas regressarão.

Eu os amei o suficiente para não ter ficado em silêncio e fazer com que vocês soubessem que aquele novo amigo não era boa companhia.

Eu os amei o suficiente para os fazer pagar as balas que tiraram do supermercado ou revistas do jornaleiro, e os fazer dizer ao dono: "Nós pegamos isto ontem e queríamos pagar".

Eu os amei o suficiente para ter ficado em pé junto de vocês, duas horas, enquanto limpavam o seu quarto, tarefa que eu teria feito em 15 minutos.

Eu os amei o suficiente para os deixar ver além do amor que eu sentia por vocês, o desapontamento e também as lágrimas nos meus olhos.

Eu os amei o suficiente para os deixar assumir a responsabilidade das suas ações, mesmo quando as penalidades eram tão duras que me partiam o coração.

Mais do que tudo, eu os amei o suficiente para dizer-lhes não, quando eu sabia que vocês poderiam me odiar por isso (e em momentos até odiaram).

Essas eram as mais difíceis batalhas de todas. Estou contente, venci! Porque no final vocês venceram também! E em qualquer dia, quando meus netos forem crescidos o suficiente para entender a lógica que motiva os pais e as mães, quando eles lhes perguntarem se sua mãe era má, meus filhos vão lhes dizer:
"Sim, nossa mãe era má. Era a mãe mais má do mundo..."As outras crianças comiam doces no café e nós tínhamos que comer cereais, ovos e torradas.

As outras crianças bebiam refrigerante e comiam batatas fritas e sorvete no almoço e nós tínhamos que comer arroz, feijão, carne, legumes e frutas. E ela nos obrigava a jantar a mesa, bem diferente das outras mães que deixavam seus filhos comerem vendo televisão.

Ela insistia em saber onde estávamos, toda hora tocava nosso celular de madrugada e "fuçava" nos nossos e-mails. Era quase uma prisão.
Mamãe tinha que saber quem eram nossos amigos e o que nós fazíamos com eles.

Insistia que lhe disséssemos com quem íamos sair, mesmo que demorássemos apenas uma hora ou menos. Nós tínhamos vergonha de admitir, mas ela "violava as leis do trabalho infantil". Nós tínhamos que tirar a louça da mesa, arrumar nossas bagunças, esvaziar o lixo e fazer todo esse tipo de trabalho que achávamos cruéis. Eu acho que ela nem dormia à noite, pensando em coisas para nos mandar fazer.

Ela insistia sempre conosco para que lhe disséssemos sempre a verdade e apenas a verdade. E quando éramos adolescentes, ela conseguia até ler os nossos pensamentos.

A nossa vida era mesmo chata.

Ela não deixava os nossos amigos tocarem a buzina para que saíssemos. Tinham que subir e bater à porta, para ela os conhecer.
Enquanto todos podiam voltar tarde à noite com 12 anos, tivemos que esperar pelos 16 anos para chegar um pouco mais tarde, e aquela chata levantava para saber se a festa foi boa (só para ver como estávamos ao voltar).

Por causa de nossa mãe, nós perdemos imensas experiências na adolescência: nenhum de nós estivemos envolvidos com drogas, em roubo, em atos de vandalismo, em violação de propriedade, nem fomos presos por nenhum crime. FOI TUDO POR CAUSA DELA!!
Agora que já somos adultos, honestos e educados, estamos a fazer o nosso melhor para sermos "PAIS MAUS", como minha mãe foi.

AMIGOS, CREIO QUE ESTE É UM DOS MALES DO MUNDO DE HOJE: NÃO HÁ SUFICIENTES MÃES E PAIS MAUS.

Mãe, Presente de Deus!

Para completar o homem, Deus a fez mulher...
Mas para participar no milagre da vida, Deus a fez mãe.

Para liderar uma casa, Deus a fez mulher...
Mas para edificar um lar, Deus a fez mãe...

Para estudar, trabalhar e competir, Deus a fez mulher...
Mas para guiar a criança insegura, Deus a fez mãe...

Para os desafios da sociedade, Deus a fez mulher...
Mas para o amor, a ternura e o carinho, Deus a fez mãe...

Para fazer qualquer trabalho, Deus a fez mulher...
Mas para embalar o berço e construir um caráter, Deus a fez mãe...

Para ser princesa, Deus a fez mulher...
Mas para ser rainha, Deus a fez mãe...


Você é o mais lindo presente de Deus para mim.
Eu quero ser uma dádiva de Deus para você.

Feliz dia das Mães para todas as mamães!

Deus Cria a Mãe

Deus chamou o seu anjo mais querido, e lhe apresentou o modelo de mãe. O anjo não gostou do que viu:
— O Senhor tem trabalhado muitas horas extras, já não sabe mais o que está fazendo — disse o anjo. — Olhe só! Beijo especial que cura qualquer doença, seis pares de mãos para cozi­nhar, lavar, passar, acariciar, segurar, limpar: isso não vai dar certo!
— O problema não são as mãos — respondeu Deus.
— São os três pares de olhos que precisei colocar: um que permita ver seu filho através de portas fechadas, e protegê-lo de janelas aber­tas. Outro para mostrar severidade na hora de dar uma educação sólida. E o terceiro para ficar constantemente demonstrando amor, ternura, apesar de todo o trabalho que ela terá!
O anjo examinou o modelo de mãe com mais cuidado:
E isso aqui, o que é?
— Um dispositivo de auto-cura. Ela não terá tempo de ficar doente, vai ter que cuidar do marido, dos filhos, da casa.
— Acho melhor o Senhor descansar um pouco — disse o anjo. —E voltar para o modelo normal, com dois braços, um par de olhos etc.
Deus deu razão ao anjo. Depois de descansar, transformou a mãe numa mulher normal. Mas alertou o anjo:
— Precisei colocar nela uma vontade tão grande, que se sentirá com seis braços, três pares de olhos, sistema de auto-cura. Ou não será capaz de dar conta da tarefa.
O anjo examinou-a de perto. Desta vez, em sua opinião, Deus tinha acertado. De repente, notou uma falha:
— Ela está vazando. Acho que o Senhor, de novo, colocou muita coisa neste modelo.
— Não é um vazamento. Chama-se lágrima.
— Serve para que?
— Para alegria, tristeza, desapontamento, dor, orgulho, entusias­mo.
— O Senhor é um gênio — disse o anjo. — Era justamente o que estava faltando para o modelo completo.
Deus, com um ar sombrio, respondeu:
— Não fui eu quem colocou. Quando eu juntei as peças, a lágrima apareceu.
Mesmo assim o anjo deu parabéns ao Todo-Poderoso, e as mães foram criadas.
(autor desconhecido)

Semanas Temáticas

Durante 9 semanas pretendo está postando por temas.
Os temas semanais serão:
1ª semana: Mães
2ª semana: Limpeza
3ª semana: Sabores
4ª semana: Belezas
5ª semana: Músicas
6ª semana: Trabalho
7ª semana: Ar
8ª semana: Fogo
9ª semana: Florestas

Corrida dos Sapinhos

Era uma vez uma corrida de sapinhos.
Eles tinham que subir uma grande torre e, atrás havia uma multidão, muita gente que vibrava com eles.
Começou a competição. A multidão dizia:
--Não vão conseguir, não vão conseguir!
Os sapinhos iam desistindo um a um, menos um deles que continuava subindo.
E a multidão continuava a aclamar:
--Vocês não vão conseguir, vocês não vão conseguir!
E os sapinhos iam desistindo, menos um, que subia tranqüilo, sem esforços.
Ao final da competição, todos os sapinhos desistiram menos aquele.
Todos queriam saber o que aconteceu, e quando foram perguntar ao sapinho como ele conseguiu chegar até o fim, descobriram que ele era SURDO.
Quando a gente quer fazer alguma coisa que precise de coragem não deve escutar as pessoas que falam que você não vai conseguir.
Seja surdo aos apelos negativos.
(Autor desconhecido)

A verdade sobre os abraços

Não existe um mau abraço, somente bons e ótimos abraços!

Abraços são dietéticos e não causam câncer ou cáries...

Abraços são totalmente naturais, sem ingredientes artificiais ou pesticidas...

Abraços são: livres de colesterol, adoçados naturalmente, 100% disponíveis na natureza e são totalmente recicláveis...

Abraços são fáceis de transportar, não necessitam baterias, sintonização ou raio-X...

Abraços são isentos de impostos, totalmente regeneráveis e auto eficiente energicamente...

Abraços são seguros em qualquer tipo de clima...

Na verdade,
Abraços são especialmente aconselháveis para dias frios e chuvosos...

Abraços são excepcionalmente efetivos no tratamento de problemas como: pesadelos ou depressão da segunda-feira...

Nunca deixe para amanhã se você pode abraçar alguém hoje, porque quando você dá um abraço em alguém, no mesmo instante você recebe um de volta...

A Pedra

A Pedra
O distraído nela tropeçou.
O bruto usou-a como projétil.
O empreendedor, usando-a, construiu.
O camponês, cansado da lida, dela fez assento.
Para meninos, foi brinquedo.
Drumonnd a poetizou.
Já Davi, com ela matou Golias.
Michelangelo extraiu-lhe a mais bela escultura.
Em todos esses casos a diferença não estava na pedra, mas sim no homem!!!
Não existe pedra no seu caminho que você não possa aproveitá-la para o seu próprio crescimento.
(autor desconhecido)